O FIM DA ERA MITOLÓGICA

O FIM DA ERA MITOLÓGICA

Na manhã dessa sexta-feira, 24/04/2020, o então ministro Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato, pede demissão do Ministério da Justiça. Nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro, é uma figura de grande impacto, tendo repercussão no meio por seus feitos no combate à corrupção.
Em seu discurso oficial à imprensa, o tom de despedida foi acompanhado de severas acusações contra o presidente, sobretudo quanto a sua tentativa de interferir em investigações conduzidas pela Polícia Federal. O estopim para sua demissão teria sido a exoneração do até então Diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, como apontam fontes próximas.
Ao alegar que Bolsonaro tentou obter da Polícia Federal informações sigilosas e relatórios de inteligência, Sérgio Moro foi enfático ao questionar sobre o que teria sido da Lava Jato se os presidentes anteriores tivessem conseguido intervir dessa forma nas investigações.
Noutras palavras, o ex-juiz comparou as atitudes do atual presidente com as dos envolvidos nos escândalos recentes, já que a tentativa de blindagem é uma forma de corrupção, que objetiva impedir investigações e, por conseguinte, a devida punição dos envolvidos.
Em uma República, a independência das instituições revela a solidez democrática delas, pois permite uma atuação com autonomia e imparcialidade, sendo irrelevante o status político do investigado.
Fato é que a Polícia Federal é uma instituição que vem ganhando força nos últimos anos, sendo reconhecida como uma das que mais a população confia. Sendo assim, cada vez mais se torna difícil o uso de ingerências políticas para indevidamente proteger a si mesmo e aos aliados.
Nesse contexto, Bolsonaro encontra-se em um apokalypsis, que, do grego, significa “revelação”. Enfraquecido tanto no cenário político quanto no social, a imagem mitológica de um ser anticorrupção vem se esfacelando.
Além disso, tais acusações podem corroborar os 24 processos de impeachment protocolados contra o presidente, que ainda estão em discussão.
Vivenciamos o fim de uma era mitológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat