Novo Governo, Novas Atitudes dos Cidadãos

Novo Governo, Novas Atitudes dos Cidadãos

Primeiros dias da nova administração federal, desencontros, adaptação e ruídos de comunicação. Críticas surgem em todas as áreas de atuação dos ministérios, a ansiedade por mudanças é grande na stream media e na população. Lembrem-se que ansiedade mata.

O objetivo concreto e real forma de avaliar as posturas e o trabalho dos dirigentes em ação, são os resultados. Devemos deixar a inércia dos comportamentos coletivos, até então calcados em críticas superficiais do período de campanha eleitoral, na sua maioria exacerbados por posições radicais estimuladas pela distorção dos fatos.

Aceleração no nível de vendas do varejo, aumento consistente nas ofertas de emprego, redução dos pedidos e processamento de recuperações judiciais de empresas, redução média no estoque de endividamento das famílias ou pessoas físicas, aceleração nos níveis de produção da indústria.

Melhor comportamento da economia e redução dos indicadores de violência são as melhores formas de verificar e corrigir as ações do novo governo. Nós cidadãos devemos arregaçar as mangas e empreender, sem marasmo ou receio, buscar valor no que ofertamos e que do nosso trabalho surja estímulo coletivo recíproco.

Fazendo nossa parte podemos cobrar menos impostos, eliminação da burocracia paralisante e o exercicio da função básica do governo em orientar, com minima intervenção na esfera de liberdade dos indivíduos. Nós somos livres e não teleguiados da tecnocracia administrativa.

A cobrança deve ser diretamente proporcional ao nível de ação concreta de cada ente produtivo individual, aí sim com muita energia e contundência, para que o gigantismo estatal possa permitir novos passos adiante para o país.

Quem muito fala e pouco faz, nada pode cobrar.

Comentários estão desabilitados.
WhatsApp chat
apps
A rede social de inovação sempre perto de você !

Primeira legal tech do Brasil na palma da mão em qualquer dispositivo: