“LIVE” DEVE GERAR CONHECIMENTO

“LIVE” DEVE GERAR CONHECIMENTO

Toda sorte de assuntos e candidatos a instrutor de coisa recém aprendida. Profusão ou confusão de temas ? Dicas e soluções até proveitosas, nas honrosas e raras exceções, sem compromisso de resultado e análise detida das necessidades concretas do ouvinte ou espectador.

Excesso e redundância de temas sem personalização, induzindo à perda de tempo, prolixidade ou verborragia pouco efetiva, para solução de dúvidas reais que causam prejuízos diários ao empreendedor, quando não solucionadas.

Verdadeira poluição sufocante que decorre do modismo e atual necessidade de reorientar vendas para irradiação digital. O amadurecimento no uso de tecnologia, principalmente a quem já atua exclusivamente na área há décadas, não nos deixa iludir com tendências pouco enriquecedoras, na medida de sua motivação muito mais mercadológica do que pedagógica ou consultiva.

Não nos esqueçamos que a intoxicação digital é uma realidade sob estudos e pesquisas acadêmicas, já com resultados sérios e cientificamente validados, sobre perda da capacidade de raciocínio abstrato, habilidade de concentração e decisão, bem como da síndrome da “comida mastigada”. Não há mínimo esforço até mesmo para autorreflexão e correta formulação da dúvida a ser resolvida.

Doam-se fórmulas prontas pasteurizadas, ou excessivamente burocráticas, para forçar  venda subsequente a incautos crentes na própria ignorância, sob a luz de falsas avaliações. Muita informação propagada de modo difuso e intensivo, confunde e não cria conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WhatsApp chat